Representantes da cultura alagoana serão homenageados na SBPC Alagoas

Cintia Calheiros – jornalista colaboradora 

A Universidade Federal de Alagoas (Ufal) por meio da 70ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para Progresso da Ciência (SBPC) fará homenagens aos mestres considerados patrimônios vivos de Alagoas. Os momentos de homenagens serão ao longo da programação do maior evento científico da América Latina.

Já o ilustre viçosense, Theotônio Vilela Brandão, será lembrado com carinho “emprestando” seu nome ao troféu que será entregue aos mestres da cultura popular. O médico e folclorista conhecido no Brasil e no exterior por suas pesquisas e publicações a respeito da temática folclore e antropologia foi o nome escolhido e o troféu se chamará Théo Brandão.

“A homenagem aos representantes da cultura popular de Alagoas é justa, eles são a memória da nossa tradição, são eles que repassam o conhecimento em diversos seguimentos da cultura, sejam eles: na dança, folguedo, gastronomia, literatura, música, artesanato, entre outras práticas,” destacou a reitora da Ufal, Valéria Correia, adiantando ainda que o Troféu Théo Brandão será entregue pessoalmente aos homenageados.

A artesã Irinea, será uma das que receberão o troféu durante a programação do evento em julho. A artesã é reconhecida como patrimônio vivo de Alagoas desde 2005 e considerada uma das melhores artesãs no seguimento artesanato em cerâmica no Estado. Em 2015 esculturas de Irinea foram levadas para a Itália, a convite da Expo Milão, uma feira que reúne obras de arte de 140 países. A artesã também estará com sua exposição aberta ao público compondo a programação da SBPC Afro indígena.

Veja também  Giro dos Folguedos volta a animar a cidade neste domingo

“Não só a SBPC, mas também a Universidade, o Estado tem a oportunidade de reconhecer, divulgar e valorizar esses símbolos vivos da cultura, da arte e da estética, patrimônios vivos e pulsantes da sociedade”, ressalta o professor José Vieira da Cruz. 

Além de todas as homenagens os participantes poderão conferir uma galeria de imagens dos nossos mestres na entrada da reitoria do Campus A. C. Simões durante o evento. Será montada uma estrutura para que todos possam apreciar e conhecer um pouco mais sobre as pessoas que se tornaram a memória viva da cultura popular de Alagoas. Essa é uma ação em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura (Secult).

Fonte: UFAL

Foto: Itawi Albuquerque/ Sedetur

Compartilhe: