Morre em Recife a professora da Ufal Anamelea Campos Pinto

A professora Anamelea Campos Pinto morreu, na madrugada desta quarta-feira (04), em Recife. Ela lecionava no Centro de Educação da Universidade Federal de Alagoas (Ufal).

De acordo com a Assessoria de Comunicação da Ufal, a professora teve complicações no fígado e não resistiu a um transplante. A família ainda não divulgou informações sobre velório e sepultamento.

Anamelea Campos Pinto era doutora na área da Educação, especificamente na modalidade de Educação a Distância. A educadora atuava no Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira, na linha de pesquisa Tecnologias da Informação e Comunicação na Educação e no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências.

Ela também foi coordenadora do Núcleo de Comunicação e Produção de Materiais Didáticos, na Coordenadoria Institucional de Educação a Distância, no período de dez/2011 a dez/2012.

Entre 2006 e 2011, Anamelea foi coordenadora da CIED e representou a Ufal no Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB). No biênio 2012-2014 ela atuou como vice-coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática da UFAL, sendo reeleita para o biênio 2014-2016. No período de 2016-2017 realizou uma capacitação na Universidade Aberta de Portugal sobre a temática de Recursos Educacionais Abertos e em 2017-2018 um pós doutoramento na Université de Poitiers, na França.

Homenagens

A coordenação do Cedu suspendeu as aulas nesta quarta-feira (4) e divulgou uma nota. “ Lamentavelmente, nossa professora Anamelea partiu. Em luto por esta triste perda, suspenderemos as aulas do Cedu no dia de hoje. Que sejamos tomados pelas boas lembranças do que vivemos com Ana e do quanto ela contribuiu com nosso Centro de Educação. Nossos sinceros sentimentos à família e aos amigos. Em tempo, solicitamos que os representantes de turmas estendem o informe aos demais estudantes”.

Veja também  Ufal seleciona pesquisador para o pós-doutorado em Ciências da Saúde

Anamelea foi lembrada em diversas homenagens de colegas e alunos da Ufal nas redes sociais. “A Ufal, a UAB,  o Cedu e o PPGE estão em luto. Presto a última homenagem à colega de jornadas em prol de uma educação a distância de qualidade e a formação de novos professores e pesquisadores. Sua presença trazia alegrias, acolhimento e muita vida. Descanse em Paz!”, escreveu o coordenador do PPGE, Luis Paulo Mercado.

A professora Jusciney Carvalho externou a ausência sentida com a morte da amiga. “Hoje eu fui caminhar às seis da manhã. Fui procurar a minha parceira, que sempre surgia na esquina me acenando euforicamente e sorrindo com nosso reencontro.. Ela estava lá. Ela está lá. O sol doído saiu das nuvens e se aqueceu. É o que sinto nessa passagem da minha amiga querida, irmã de coração e de alma”, publicou no Facebook..

A docente Cida Batista de Oliveira também lamentou: “Foi embora para uma nova dimensão Anamelea, com certeza já está no céu, virou uma estrela da educação. Vai fazer muita falta”.

Amigos compartilham que Anamelea de Campos Pinto será lembrada pela contribuição na área que dedicou à docência e, especialmente, pelo sorriso e pela alegria de viver. Em sua página na rede social Facebook ela destacou a foto de uma dedicatória do livro Você é insubstituível. A última frase sugere: “Não tenha medo dos tropeços da jornada”.

Redação com assessoria

Foto: Reprodução / Redes sociais

Compartilhe: