Vereadores e gestores da Prefeitura discutem hoje reajuste para servidores

Nesta terça-feira (07), uma comissão de vereadores de Maceió vai se reunir com gestores da Prefeitura para discutir a proposta de reajuste para os servidores municipais.  Em greve há 20 dias, na semana passada, a categoria participou de uma sessão na Câmara Municipal de Maceió (CMM) e pressionou vereadores para não aprovar o Projeto de Lei (PL) do Executivo, que reajusta o valor em 3%. A categoria pleiteia um reajuste de 14,3%.

Outra reunião também está marcada para amanhã (08), desta vez entre vereadores e  representantes do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió (Sindspref).

A categoria afirma que 50% dos trabalhadores continuam suas atividades nos postos de serviços, como pede a Justiça. O percentual  de 15,41%, segundo a categoria, seria a perda da inflação de 2014, 2015, 2016 e 2017 e com retroativo de janeiro, mês da data-base.

Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió (Sindspref), Sidney Lopes, a Prefeitura não tem base para negar o aumento. “O prefeito não tem motivo para negar o nosso aumento, principalmente há um ano e oito meses, pois o gasto com a folha de pagamento está abaixo da Lei de Responsabilidade Fiscal. Estamos cobrando que ele cumpra a legislação, apenas. Nossa data-base é em janeiro”, afirmou.

Veja também  Caixa libera consultas sobre PIS por assistente de voz em smartphones

A Prefeitura de Maceió, por sua vez, ressalta que vem dialogando com os representantes dos servidores municipais e ofereceu, dentro dos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal, reajuste de 3% à categoria. “O percentual oferecido é o maior entre os concedidos pelas capitais do Nordeste, diante da crise financeira que afeta as prefeituras pelo Brasil. A Prefeitura de Maceió segue aberta ao diálogo com os servidores”.

Por Redação

Compartilhe: