Rui Palmeira participa de assinatura de contratos no Porto

O prefeito Rui Palmeira participou, na manhã desta quinta-feira (21), da assinatura do contrato para construção da estação de passageiros do Porto de Maceió com o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Valter Casimiro. Na solenidade, que aconteceu no Porto de Maceió, em Jaraguá, também foi assinada a ordem de serviço para recuperação dos trechos das BRs 316 (Ladeira do Catolé à via Expressa) e 104 (da Ceasa à Praça do Centenário).

“São todas obras fundamentais para Maceió e para Alagoas. A construção do terminal de passageiros do Porto vai incrementar nosso turismo. Melhora a infraestrutura. Soma-se a isso estarmos na fase final do Centro Pesqueiro, dando uma nova cara para Jaraguá. O recapeamento da Via Expressa e da Fernandes Lima são importantes, porque são duas das principais vias da cidade. Nós conseguimos mudar o convênio. Antes a manutenção era pela Prefeitura e agora o Governo Federal vai bancar. Assim, conseguiremos cuidar dessas duas vias sem custos diretos para o Município”, enfatizou o prefeito Rui Palmeira.

A obra do terminal de passageiros do Porto vai durar aproximadamente 14 meses e está orçada em R$ 5,1 milhões com recursos do Governo Federal.

“Há várias obras anunciadas hoje. A dragagem do Porto permitirá que os navios de maior profundidade atraquem. Tem a ordem de serviço do terminal de passageiros. Essa obra é importante, pois Maceió precisa receber cruzeiros da melhor forma. Sem falar na restauração das BRs 316 e 104”, disse o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Valter Casimiro, que também falou do termo de compromisso para construção do aeroporto de Arapiraca e Maragogi.

Veja também  Parque Municipal lança EcoPáscoa com trilhas, oficinas e recreação

O secretário municipal de Infraestrutura e Urbanização, Ib Brêda, falou sobre o engajamento do prefeito e do convênio que obrigava o Município a fazer a recuperação dos trechos urbanos das duas vias com recursos próprios.

“Esse momento só está sendo uma realidade hoje por conta do empenho do prefeito Rui Palmeira em procurar o então ministro dos Transportes, Maurício Quintela, e da alteração do convênio entre o Município e o Governo Federal. Antes dessa mudança, além do ordenamento no trânsito, a Prefeitura ficava encarregada de fazer a manutenção dos trechos urbanos dessas duas vias. Deste modo, a partir daí, a União entra com um reforço para melhorias nesses perímetros”, explicou o gestor da Seminfra.

As intervenções nas BRs 104 e 316, que serão executadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), visam melhorar o tráfego e diminuir o índice de acidentes nas rodovias. O prazo da obra é de 5 anos (manutenção continuada) e tem extensão de 61,9 km. O valor total do empreendimento é de R$ 30,1 milhões. Serão retirados, aproximadamente, 70 mil metros cúbicos de asfalto nos trechos que passam por Maceió, material que será utilizado na pavimentação de várias ruas da Capital.

Leyvson  Gomes e Marcondes Leite (estagiário)

Foto: Secom Maceió

Compartilhe: