Recomendação do MPE/AL suspende votação de projeto que aumenta número de vereadores no Poder Legislativo de Maceió

Após recomendação do Ministério Público de Alagoas (MPE/AL), por meio da 15ª Promotoria de Justiça da Capital, a Câmara Municipal de Maceió suspendeu a votação do Projeto de Emenda à Lei Orgânica n° 001/2028, que trata do aumento de 21 para 25 do número de vereadores no Legislativo da capital.

De acordo com o promotor de justiça Marcus Rômulo Maia, que assina o documento, a sustação da votação deve acontecer até que seja feita uma ampla discussão da matéria, bem como realizado um estudo do impacto finaceiro-orçamentário nas contas públicas do município.

“O projeto informa que não haverá aumento de despesas, mas sabemos que o aumento do número de cargos gera despesa sim, não apenas com os subsídios dos novos vereadores, mas com o consequente aumento do número de assessores e com as verbas para funcionamento dos gabinetes parlamentares. Então, é necessário um estudo sério sobre o aumento das despesas a longo prazo e se as mesmas estão de acordo com a receita da casa, com a Lei de Responsabilidade Fiscal e, inclusive, com as normas que limitam as despesas com pessoal e com a folha de pagamento”, afirmou o representante do Ministério Público.

Veja também  PGR tenta acelerar julgamento de registro de Lula no TSE

Marcos Rômulo ainda lembrou que, em se tratando de despesas obrigatórias de caráter continuado, imprescindível a satisfação dos requisitos inseridos na Lei de Responsabilidade Fiscal. ” Ademais, a legislação específica determina que a criação ou expansão de ação governamental que acarrete aumento de despesa será acompanhada de estimativa de impacto finaceiro-orçamentário no exercício que deva estar em vigor”, afirmou.

Texto: João Dionísio de Freitas Soares Filho

Fonte e Foto: MPE/AL

Compartilhe: