Autoridades fazem ensaio para morte da Rainha Elizabeth, revela jornal

Um grupo de autoridades britânica participou de um ensaio para as cerimônias e os procedimentos para o caso da morte da Rainha Elizabeth 2ª. A informação foi revelada pelo jornal britânico The Sunday Times. De acordo com a publicação, a morte da monarca prevê 10 dias de luto nacional. No entanto, o foco do ensaio foi exatamente o dia seguinte da possível morte, batizado de ‘D+1’. Hoje aos 92 anos, a Rainha Elizabeth 2ª tem a posse da coroa britânica desde fevereiro de 1952 e recentemente precisou desmarcar um evento oficial por problemas de saúde. O ocorrido chamou atenção principalmente pelo fato de, ao longo de seus 66 anos no trono, a rainha ter chamado atenção por sua saúde de ferro.

Segundo o The Sunday Times, para o ensaio realizado recentemente, foram envolvidos funcionário e assessores próximos da monarca. Teria sido a primeira vez que políticos e funcionários civis estiveram presentes em uma mesma sala para discutir os planos sobre a possível morte. Em meio aos planos consta o pronunciamento do Primeiro Ministro britânico à nação anunciado o possível incidente.

O contato do jornal inglês classificou o ensaio como um evento de escala “sem precedentes” na história recente do Reino Unido. Sobre a ausência da Rainha no evento realizado na semana passada na Catedral de St. Paul, os assessores da Família Real afirmaram: “A Rainha está abalada por conta do clima e optou por não estar presentes nos serviços de hoje Catedral de St. Paul marcando os 200 anos da Ordem de Michael de St. George”.

Veja também  Após morte de estudante, Brasil chama de volta embaixador em Manágua

Texto: Monet

Foto:  Getty Images

Compartilhe: