Estado autoriza recuperação da AL-101 entre Maragogi e a divisa com Pernambuco

Texto de Petrônio Viana

Uma obra fundamental para o aumento do fluxo de turistas na Região Norte de Alagoas começou a sair do papel nesta quinta-feira (28), com a assinatura, pelo governador Renan Filho, autorização para o início das obras de recuperação da AL-101 Norte entre o município de Maragogi e a PE-060, em Pernambuco.

A obra, de acordo com o Renan Filho, receberá um investimento de R$ 9 milhões e será incluída nas ações do programa Pró-Estrada. “Tínhamos o compromisso com a região de autorizar essa obra assim que terminássemos a rodovia entre São Luís do Quitunde e Matriz do Camaragibe, que inauguramos hoje. Vamos recuperar da divisa do Estado a Maragogi e de Maragogi a Porto Calvo. Isso vai beneficiar, já no início, a cidade de Maragogi, principal destino turístico da região, o que o Governo do Estado valoriza muito. O Pró-Estrada já chegou a mais de 70 municípios e temos hoje obras em andamento em 15 cidades. Assim que a chuva começar a diminuir, vamos intensificar o trabalho e deixar o Norte de Alagoas com todas as sua estradas revitalizadas também”, afirmou o governador.

A reconstrução da AL-101 até a divisa com Pernambuco, segundo Renan Filho, vai aliar a outra obra estratégica para o setor do turismo na região: o aeroporto de Maragogi, cujo Termo de Compromisso para construção foi assinado na semana passada, em Maceió, com a presença do ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Valter Casimiro.

Com a assinatura do Termo de Compromisso, o Governo de Alagoas poderá licitar o projeto executivo do aeroporto, apontado como o de maior viabilidade econômica do Brasil fora de uma capital. “O aeroporto Maragogi é uma obra que ficará marcada na história de Alagoas. Ela vai ajudar muito a desenvolver toda a Região Norte, vai trazer mais turistas, mais empregos e mais oportunidades na região”, disse Renan Filho.

Durante a cerimônia realizada em Porto Calvo, Renan Filho e o secretário de Estado do Transporte e Desenvolvimento Urbano, Mosart Amaral, também autorizaram o lançamento do edital para licitação de um anel viário no município. Segundo o prefeito David Pedrosa, as obras executadas pelo Governo de Alagoas em Porto Calvo vão transformar o cotidiano da população. “Hoje, o trânsito no centro de Porto Calvo é muito difícil. O anel viário vai custar mais de R$ 4 milhões para pavimentar quatro quilômetros de ruas na cidade. A Prefeitura não teria condições de fazer esses investimento. A obra agora poderá ser licitada e, se Deus quiser, daqui a dois meses nós estaremos dando início a ela. Além disso, temos à jorna de receber o Hospital Regional em nossa cidade. Ele vai salvar, literalmente, a Região Norte”, comemorou Pedrosa.

O prefeito recebeu ainda, das mãos do governador, a terceira ambulância entregue a Porto Calvo nos últimos dois anos, além dois tratores que deverão fortalecer a agricultura familiar no município.

Veja também  Índice de Preços ao Consumidor registra variação de 0,87% em março

Hospital Regional

Após a entrega dos veículos e da autorização das obras viárias, Renan Filho e a comitiva de secretários, prefeitos e vereadores realizaram uma visita às obras do Hospital Regional do Norte, que já chegou ao terceiro piso. O governador falou sobre a atenção dada pelo Estado ao equipamento, fundamental para a saúde de Alagoas.

“Esse é o maior investimento do Governo do Estado na Região Norte, ao lado dos investimentos em infraestrutura e rodovias. Hoje, temos cerca de 109 pessoas trabalhando na obra e, em seu ápice, terá mais de 250 operários. Isso é muito significativo, porque gera emprego na região e dinamiza a economia, de maneira que fazer esse anel viário e o Hospital Regional do Norte ajuda bastante no desenvolvimento de Porto Calvo”, disse o governador.

Na região, já foi entregue a Unidade de Pronto Atendimento (UPA de Maragogi), e agora estamos construindo o Hospital Regional do Norte, em Porto Calvo. Uma obra fundamental para melhorar a saúde pública da região. Com isso, vamos ter mais condições de atender as pessoas, gerar 800 empregos na saúde, para técnicos de enfermagem, enfermeiros, auxiliares de serviços gerais, médicos, motoristas, na área administrativa, e isso vai ajudar bastante a região.

Com um investimento de R$ 29,8 milhões em recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep), a unidade vai dispor de 123 leitos, distribuídos em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Adulto, Centro de Parto Normal (CPN), UTIs Neonatais, Unidades de Cuidados Intermediários Convencionais (UCICos), UTIs Pediátricas e internação (gineco-obstétrica, pediátrica, clínica e cirúrgica). O hospital contará, ainda, com Serviço de Procedimento de Roupa (SPR), Serviço de Nutrição e Dietética (SDN), Lactário, Nutrição Enteral, Banco de Leite Humano (BLH) e um Centro de Referência que vai oferecer atendimento com equipe multiprofissional especializada.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Christian Teixeira, a previsão é de que as obras do Hospital Regional do Norte sejam concluídas no primeiro semestre de 2019. “Muito mais do que levantar paredes, nós estamos construindo um sonho. O Hospital era uma demanda antiga da região, que recebe turistas do Brasil e do mundo e necessitava de uma estrutura de grande porte. Vamos evitar que milhares de pessoas tenham que se deslocar até a capital para receber atendimento. Esse será um avanço muito grande para todo o Estado na área de saúde”, avaliou Teixeira.

A cerimônia e a visita às obras do Hospital Regional em Porto Calvo contaram ainda com a participação dos secretários de Estado da Agricultura, Antônio Santiago, e do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, vários prefeitos e ex-prefeitos, vereadores e secretários municipais da região.

Fonte: Agência Alagoas

Foto: Thiago Sampaio

Compartilhe: