Baile da Chita completa 66 anos de tradição neste sábado

Neste sábado, 14 de julho, a partir das 23h, no Clube Recreativo Paulojacintense, será realizado o tradicional baile da Chita. O evento que foi tombado como Patrimônio Histórico, Imaterial e Cultural de Alagoas, em 2018, completa 66 anos de tradição. O baile da Chita é a manifestação Cultural mais importante no calendário da cidade de Paulo Jacinto, Agreste de Alagoas.

A principal causa da criação do baile da Chita foi a emancipação política, pois o povoado já estava bem desenvolvido e os moradores sentiam a necessidade de se tornarem independentes politicamente. No entanto, precisavam de dinheiro para contratar um bom advogado que defendesse causa. Então, um grupo de moradores do povoado antigamente conhecido como Lourenço de Baixo se reuniram e começaram a sugerir ideias que desse para ganhar dinheiro para tal propósito.

Foi ai que senhora Josefa Barbosa e outros membros do povoado começaram a discutir sobre o que fazer para pagar o advogado, de tanto pensar a própria Josefa Barbosa teve a ideia de realizar um baile no povoado.

Depois de tudo planejado, o grupo pensou no nome, foi quando surgiu o ‘’Baile da Chita’’ porque a chita era um tecido da época que tinha um grande poder de comercialização, então os organizadores resolveram dar origem a está grande referência.

Outra ideia para festa foi a escolha de uma rainha para ser apresentada no baile. A rainha era eleita através dos fundos adquiridos, assim a que mais arrecadasse dinheiro na venda de rifas e bingos seria a eleita. Todos esses acontecimentos se deram por volta dos anos 50. Além da criação do referido baile, nasceu também outra ideia que envolvia a musicalidade daquela época, Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira estavam tocando bastante a composição Propriá, que carinhosamente ficou conhecida como Rosinha de Propriá, pelos paulojacintenses por se tornar a chamadinha de abertura do baile.

Veja também  Feriado prolongado terá 73% dos leitos ocupados em Alagoas

Mesmo com todos os avanços acrescentados à cultura paulojacintense o baile da chita vem sobrevivendo ao longo desses anos. Hoje, a jovem escolhida para se tornar a rainha do baile e representar a cidade durante um ano, não é mais escolhida através de arrecadação de fundos por que não se trata mais de emancipação política e sim de uma continuidade desta tradição. As rainhas são escolhidas através do voto direto dos associados do Clube Recreativo Paulojacintense responsáveis pela organização do evento ou por uma mesa julgadora que analisam as candidatas. Todas têm que obedecer alguns requisitos, como boa conduta, ser simpática, bonita, ter idade entre 15 e 18 anos, e ser natural da cidade para se tornar rainha.

A estudante Carol Mendonça, 16 anos foi escolhida através dos votos de diretores e sócios do Clube da cidade, onde participaram outras 3 candidatas para ser a rainha deste ano.

Os responsáveis pela a organização afirma que os preparativos para o tradicional baile estão prontos e mais 90% das mesas já foram vendidas.

Ingressos individuais 30 reais e as mesas custam 150 reais. A animação do baile fica por conta da Orquestra Time Golden, Banda Amoda e Trio Pé de Serra.

Fonte: Assessoria

 

Compartilhe: